NATAL

20141210_133313

Que este Natal e Ano Novo sejam mais do que confraternizações porque todos os momentos, em especial este novo ano, deverão ser iluminados, abençoados e que os 365 dias, sejam vividos na sua totalidade. Já que Natal significa: renascer. Paz, conquista, compreensão, reflexão, prosperidade.

Todos os dias temos provas da existência de Deus: a luz do sol, as flores no jardim…mas foi na noite de dezembro, anos atrás, que Ele se mostrou misericordioso conosco, colocando o Filho de Seu amor entre nós. Por isso E.E.Argemiro espera que a essência desta chama divina esteja sempre no  coração de todos e que ela traga um natal de paz e um ano novo de alegrias.

                                                                            20141205_15585120141210_133138

PROJETO CONSCIÊNCIA NEGRA

 ABORDAGEM HISTÓRICA,PERSONALIDADES NEGRAS E SEUS TRABALHOS RELEVANTES (ZUMBI, MARTIN LUTHER KING, MACHADO DE ASSIS, MANDELA…)

OBJETIVOS:

  • Entender e valorizar a identidade da criança negra;
  • Trazer à tona, discussões provocantes, por meio das rodas de conversa, para um
  • Posicionamento mais crítico frente à realidade social em que vivemos.
  • Entender e aprender a conviver com as diferenças.
  • Melhorar a autoestima dos alunos.
  • Conhecer e valorizar as personalidades Negras que contribuíram para a promoção da paz e valorização e respeito as diferenças.
  •  Valorizar a cultura negra e seus afrodescendentes e afro-brasileiros, na escola e na sociedade;

 JUSTIFICATIVA:

Comemorar o 20 de novembro – Dia da Consciência negra, dedicando o mês de novembro, para debater e refletir sobre as diferenças raciais e a importância de cada um no processo de construção de nosso país, estado e comunidade. Com este trabalho esperamos que a consciência de valorização do ser humano ultrapasse as fronteiras da violência, da cor, do preconceito e do racismo.

CRONOGRAMA

O projeto será dividido em 4 etapas:

1ª Etapa – Conhecendo e aprendendo sobre Personalidades Negras e suas contribuições para a humanidade. De 19 a 26/11 atividade em sala, dia 27 apresentação para as outras Turmas.

 2ª Etapa – Todos Temos Direitos e Deveres iguais.

Estudo da Declaração Universal dos Direitos Humanos (adaptado). De 19 a 26/11 Professores de História farão um estudo da Declaração e promoveram uma roda de debate abordando os direitos e deveres de todos principalmente as questões ligadas a cor e raça.

3ª Etapa – Cultura e arte Negra/Concurso de Dança Afro-brasileira – Serão 5 estilos de dança sorteado entre as turmas ( Carimbó, Kuduro, Maxixe, Samba e Hip hop). Responsável professor de Educação Física, observação: os ensaios acontecerão exclusivamente nas aulas de Educação Física e fora da Escola.

 4ª Etapa – Concurso de fotos – Todos os alunos poderão participar, junto com seus amigos, colegas, será escolhida a melhor foto que representa amizade, união, alegria de estar juntos. Observação: pode ser foto ou self.

  RESULTADOS ESPERADOS:

  • Apropriação de diversos saberes, além da conscientização sobre temas relevantes como legislação, tolerância, direitos e deveres etc.;
  • Desenvolvimento de valores – conceitos e procedimentos;
  • Apropriação de novas aprendizagens, a partir de reflexões e esclarecimentos sobre outras culturas.

 ANEXOS

Declaração Universal dos Direitos Humanos

(Adaptação de Ruth Rocha e Otávio Roth)

Um dia, uma porção de pessoas se reuniram. Elas vinham de lugares diferentes e eram, elas mesmas, diferentes entre si. Havia homens e mulheres; suas peles, seus cabelos e seus olhos tinham cores diferentes, assim como diferentes eram o formato de seus corpos e de seus rostos. Vinham de países ricos e pobres, de lugares quentes ou frios. Vinham de reinados e de repúblicas. Falavam muitas línguas. Acreditavam em diferentes deuses. Alguns dos países que elas representavam tinham acabado de sair de uma guerra terrível, que tinha deixado muitas cidades destruídas, um número enorme de mortos, muita gente sem lar e sem família.Muitas pessoas tinham sido maltratadas e mortas por causa de sua religião, de sua raça e de suas opiniões políticas.O que reunia aquelas pessoas era o desejo de que nunca mais houvesse uma guerra, de que nunca mais ninguém fosse maltratado e que não se perseguissem mais pessoas que não tinham feito mal a ninguém.Então elas escreveram um papel. Neste documento elas fizeram um resumo dos direitos que todos os seres humanos têm e que devem ser respeitados por todos os povos. Este documento é chamado Declaração Universal dos Direitos Humanos e diz mais ou menos o seguinte:Todos os homens nascem livres.Todos os homens nascem iguais e têm, portanto os mesmos direitos.Todos têm inteligência e compreendem o que se passa ao seu redor.Todos devem agir como se fossem irmãos.Não importa qual seja a raça de cada um; tampouco importa que seja homem ou mulher; não importa ainda sua língua, religião, opinião política ou a família de que ele venha.Não importa que ele seja rico ou pobre, nem que o país de onde ele venha seja uma republica ou um reinado. Estes direitos devem ser gozados por todos.Todas as pessoas têm direito à vida, à liberdade e à segurança pessoal.Ninguém pode ser escravo de ninguém.Não se pode maltratar as pessoas ou castiga-las de maneira cruel ou humilhante.As leis devem ser iguais para todos e devem proteger todas as pessoas.Todos os homens têm o direito de receber a proteção dos tribunais para que seus direitos não sejam contrariados. Não se pode prender as pessoas ou mandá-las embora de seus país, a não ser por motivos muito graves. Todo homem tem o direito de ser julgado por um tribunal justo quando é acusado de alguma falta.Ninguém tem o direito de interferir na vida particular das pessoas, na sua família e na sua correspondência.Toda pessoa tem o direito de se movimentar dentro das fronteiras de seu país. E tem o direito de sair e voltar ao seu país.Ninguém deve ser privado de sua nacionalidade. Quer dizer, toda pessoa tem o direito de pertencer a alguma nação. E tem o direito de trocar de nacionalidade por sua vontade.Todos os homens e mulheres, depois de certa idade, não importa sua raça, religião ou nacionalidade, têm o direito de se casar e começar uma família. Um homem e uma mulher só podem se casar se os dois quiserem.Todas as pessoas têm direito à propriedade. E aquilo que uma pessoa possui não pode ser tirado dela, a não ser que haja um motivo justo.Todas as pessoas têm o direito de pensar como e o que quiserem. Elas têm direito de trocar suas ideias e praticar sua fé em público ou em particular, e de contar a todos sua opinião.Todas as pessoas têm o direito de se reunir ou de se associar, mas ninguém deve ser obrigado a isto.A autoridade do governo vem da vontade do povo. O povo deve mostrar qual é a sua vontade pelo voto. Todas as pessoas têm o direito de votar.Todas as pessoas têm direito ao tipo de trabalho que preferirem, e a boas condições de trabalho.Todos devem receber remuneração igual quando fazem o mesmo trabalho e devem ganhar o suficiente para a saúde, alimentação e vestuário. Todo homem tem o direito ao descanso e deve ter um número de horas de trabalho limitado e férias pagas.Todas as crianças têm os mesmos direitos, sejam ou não nascidos de um casamento.Todas as pessoas têm direito a escola gratuita. Todos têm direito de aprender uma profissão. A escola deve promover o entendimento, a compreensão e a amizade.Todos os homens têm deveres para com o lugar onde vivem e para com as pessoas que ali vivem também.Não se deve usar o que está escrito neste documento para destruir os direitos e deveres aqui estabelecidos.Há muitos anos esta declaração foi aprovada, mas ainda existem países que ainda não obedecem este documento. Para que isto aconteça, é preciso que todos aprendam nas escolas de todo o mundo, o conteúdo desta declaração.

Fonte: http://www.dhnet.org.br/direitos/deconu/abc/dec_universal_dh_roth.htm

Buritis – MG

Novembro/2014

“Enquanto a cor da pele for mais importante que o brilho dos olhos, haverá guerra”

                                                                                                                       Bob Marley

12 DE NOVEMBRO- DIA DO DIRETOR ESCOLAR

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

 A você  “Pedro Paulo” nossa estima  e consideração por seu empenho, dedicação e responsabilidade na condução de vossa função, atendendo seus colegas educadores e comunidade escolar.

Devido a seu empenho e muito esforço, você foi escolhido para a importante tarefa de representar nossa escola.

Suas decisões, sua compreensão, sua determinação são o que torna este espaço próspero e educador.

Parabéns pelo dia do diretor!

Carinhosamente…

Servidores da Escola Argemiro.

“O bom diretor não é aquele que  dá o seu saber, sim aquele que faz germinar o saber em seus discípulos.”

DSC02508

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

                                    1ª FEIRA DE  TECNOLOGIA

 O Impacto da Tecnologia na Economia de Buritis, da Escola Estadual Argemiro Antônio do Prado, veio retratar de forma prática todo o conhecimento adquirido em sala de aula, nos anos de 2013 e 2014. Os alunos do curso de Tecnologia da Informação buscaram colocar em cada Estande a realidade vivida dentro de nossa cidade nos últimos 20 anos; mostrando uma evolução real que veio da máquina de escrever aos notebooks mais modernos; mostrando a internet discada que surgiu em Buritis em meados de 2000 para a internet via rádio (wifi) dos dias atuais.

A Feira de Tecnologia buscou fora das fronteiras de Buritis parcerias com empresas focadas em outros ramos, como o agronegócio, mas focado na tecnologia. A Nativa Agrícola-Formosa trouxe para os nossos a agricultura de precisão e como fazer o tratamento do solo, mostrando também a parte da engenharia química. Dentro de nossa cidade. A Digidata Informática foi uma empresa que acreditou e trouxe tecnologia de ponta para fazer para de toda exposição. A Valenet como parceira trouxe uma mega estrutura tecnologia para enriquecer todo o nosso espaço. A TV Rio Preto juntamente com o Turbo BSB fechou todas as parcerias trazendo divulgação e glamour para a Feira de Tecnologia, levando todo o nosso trabalho e o nosso projeto para o noroeste de Minas e para o Brasil.

Palestras enriqueceram a nossa Feira, trazendo novos conhecimentos. Com parceria forte a empresa Nativa Agrícola, conseguimos absorver conhecimentos na palestra ministrada pelo Engenheiro Agrônomo Rafael Cohen, que nos colocou o tema O Impacto da Tecnologia no Agronegócio. Anderson Blaine Filho nos colocou o tema muito debatido no Brasil, “Lei Penal Computacional e o Novo Marco Civil da Internet” e o Professor Valdeci juntamente com as alunas do 1º ano C (Pamela Campos, Stefany, Ana Emilia, Kananda, Natália, Victoria Pereira e Gabrielle) com o tema “Cyberbulliyng” com um debate prático e testemunhos reais.

O evento trouxe o 1º Campeonato de Coutry Strike (CS), colocando os alunos do 2º ano C como responsáveis diretos pela organização, sendo o professor apenas com intermediador da ação. Um campeonato que foi o ápice do evento, que trouxe um novo paradigma para a sociedade em geral, pois as empresas do século 21 trabalham hoje diretamente dentro do seu quadro funcional com a gameficação, trabalhando com seus colaboradores, com suas pesquisas de qualidade dentro da empresa através de games reais, medindo o esforço do colaborador. Os alunos estão caminhando para um rumo que as empresas estão procurando, uma área que está em alta no mercado de trabalho, que são os Jogos Digitais, a formação de Gamers.

O evento abriu novos pensamentos dentro da nossa sociedade, trazendo para o evento pessoas que não estavam envolvidas em nosso meio acadêmico, aguçando a curiosidade de quem passa pelo local, ou de pessoas que ouviam as entrevistas e divulgação na Rádio Transamérica.

Tivemos a oportunidade de mostrar para a Sociedade Buritisense que os alunos do Curso de Tecnologia da Informação da Escola Argemiro Antonio do Prado estão sendo preparados para o futuro, e todos mostraram que estão aptos para o futuro que o mundo tem para lhes oferecer.

Professor:   Valdeci da Rocha Silva

Este slideshow necessita de JavaScript.

III CONGRESSO DE PRÁTICAS EDUCACIONAIS

                 NOVAS FORMAS   DE   ENSINAR  E  APRENDER

A Escola Argemiro participou  do III Congresso de Práticas Educacionais com o  Projeto   “A BELEZA DE BURITIS ESTÁ EM SEU OLHAR ” desenvolvido pelos alunos do 2º A de Comunicação Aplicada. Este projeto foi apresentado pela professora Vânia D’Arch e a especialista Maria da Consolação em um poster. Participaram de mesa redonda, mesa de debate e minicursos oferecidos pela Magistra.

Neste Congresso reuniram os diversos seguimentos das Escolas Públicas Mineiras para debaterem as propostas que ajudem a qualificar as bases curriculares da Educação Básica, as dinâmicas de sala de aula, as interações na escola e com a comunidade, e outros espaços educativos que envolvam as questões do ensinar e aprender.

 O Congresso teve como objetivo reunir profissionais que alcançaram destaque em sua atuação nas escolas.   Esse evento, planejado com caráter de periodicidade anual,  constituiu- se em oportunidades de encontro dos educadores mineiros da Rede Pública de Educação;  com espaço  de troca de experiências e reflexões; favorecendo o avanço das práticas pedagógicas nas escolas da rede pública de Educação básica de Minas Gerais.

“Participar do III Congresso foi inovador, porque me vi diante de diversas apresentações de Práticas Pedagógicas diferenciadas. Presenciei experiências vivas e concretas que serviram para enriquecer minha prática em sala de aula. ”                                    (profª Vânia D’Arch)

Este slideshow necessita de JavaScript.